domingo, 25 de outubro de 2015

Chamada da Revista Esferas

DOSSIÊ MOVIMENTOS INSURGENTES
Submissões até 15 de Novembro de 2015

A revista Esferas convida todos os Doutores em Comunicação e áreas afins a enviar o seu artigo para a sua sétima edição, a ser publicada em Janeiro de 2016, em versões on-line e impressa.

A Revista ESFERAS é um espaço coletivo de trocas e reflexões, sob a égide dos quatros Programas de Pós-graduação em Comunicação do Centro-Oeste, a saber: o Mestrado em Comunicação da Universidade Católica de Brasília - UCB, o PPGCOM da Universidade de Brasília - UnB, o PPGCOM da Universidade da Universidade Federal de Goiás - UFG e o PPGCOM da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul - UFMS. 

Para o dossiê 'Movimentos Insurgentes' foi proposto uma discussão acerca das grandes manifestações populares que tomaram as ruas e as redes do mundo a partir de 2010. As Revoluções Árabes, o Occupy Wall Street, o movimento mexicano #YoSoy132, o 15M espanhol, os protesto dos estudantes no Chile, a Jornada de Junho no Brasil, entre tantos outros, constituem um mosaico de revoltas conectadas que marcam globalmente o início dessa década. Mesclando o intensivo uso da internet, das redes sociais e das mídias locativas com a efetiva tomada do espaço urbano e pela população, esses movimentos insurgentes fizeram emergir novas possibilidade de relações políticas e sociais. 

Em contrapartida, se essa primeira leva de manifestações foi motivada por reivindicações em busca de sociedades mais igualitárias, justas e inclusivas (política e economicamente), posteriormente passamos a nos deparar também com a proliferação de protestos setorizados e excludentes (racistas, xenófobos, intolerantes e/ou conversadores), que podemos entender como dissonantes, e sobre os quais também importa tecer articulações em torno do papel da comunicação para a sua efetivação. 

Os movimentos insurgentes atuais têm se caracterizado por possuírem uma polifonia de coletivos, reivindicações e desejos, que interna e externamente costumam estar em disputa política e estética. Nesses casos, em que a construção de interpretações, de denominações e de significados está em um processo aberto, os filmes, vídeos, fotos, texto produzidos sobre e/ou dentro desses movimentos se constituem como dobras das manifestações. São as atualizações dessas dobras comunicacionais dos novos movimentos insurgentes que convidamos a nossos colabores a debaterem em nosso dossiê. Assim como os processo de comunicação análogos dos Movimentos Dissonantes.

Como sempre, a seção 'Livres' aceitará artigos sobre os mais diversos temas que abordem os fenômenos comunicacionais e o campo da pesquisa em comunicação.  


Capa do No 6 (2015) Comunicação e Reencantamento

Nenhum comentário:

Postar um comentário