quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Evento discute divulgação científica e museus de ciência pelo olhar do visitante

A divulgação científica tem crescido muito na última década no Brasil e em outros países da América Latina. Em particular, em toda a região tem sido criados museus de ciência interativos. Menos frequentes têm sido as estratégias para compreender o impacto desses espaços científico-culturais na sociedade.

Para se debruçar sobre esta questão, a RedPOP, a Red de Popularización de la Ciencia y la Tecnología de América Latina y Caribe, e o Museu da Vida, o museu interativo da Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz, realizam o evento "Divulgação científica e museus de ciência: O olhar do visitante", nos dias 16 e 17 de setembro, no Rio de Janeiro. O evento conta com o auspício da UNESCO e o apoio do CNPq.

O evento, que terá tradução simultânea, apresentará estratégias utilizadas por alguns museus para entender o aprendizado nesses espaços e como os distintos públicos constroem sentido a partir das visitas aos mesmos. Está confirmada a participação de especialistas de oito países: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Estados Unidos, México e Reino Unido. 

Participam do evento: Shawn Rowe, diretor do Hatfield Marine Science Center, da Oregon State University (Estados Unidos); Susan O'Brien, assistente de pesquisa no Hatfield Marine Science Center (Estados Unidos); Emma Pegram, ‎coordenadora de Gallery Learning no Natural History Museum de Londres (Reino Unido); Luz Lindegaard, diretora de Educação do Museo Interactivo Mirador (Chile); Ernesto Márquez, diretor de Universum (México); Claudia Aguirre, diretora de Educação e Conteúdos do Parque Explora (Colômbia); Sigrid Falla, diretora de Ciência e Sociedade do Maloka (Colômbia); Constanza Pedersoli, diretora de Mundo Nuevo (Argentina), Alejandra León-Castella, diretora da Fundación Cientec (Costa Rica), Yurij Castelfranchi, pesquisador da Universidade Federal de Minas Gerais (Brasil) e Rosicler Neves e Vanessa F. Guimarães, do Museu da Vida (Brasil).

O evento é gratuito e aberto ao público geral. Não é necessário se inscrever previamente, mas quem desejar receber certificado deve enviar até o dia 5 de setembro o nome, email e instituição para emvida@fiocruz.br .

Museu da Vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário