sábado, 2 de junho de 2012

Conheça o projeto CEnaRios, que une jovens do Brasil e Moçambique em torno do diálogo sobre sustentabilidade


Unir jovens de todo o mundo em prol do debate pelo desenvolvimento sustentável, por meio de projetos que envolvam novas tecnologias de comunicação e informação. Essa é a proposta de SCEnaRioS – Science Centers Engagement and the Rio Summit (em português, CEnaRios – Engajamento de Centros de Ciência e a Rio+20), organizado pela Fiocruz e Unesco a convite da Association of Science-Technology Centers (ASTC). O desafio internacional foi lançado a museus e centros de ciência de 12 países que, organizados em duplas ou trios, deviam engajar representantes da juventude na realização de projetos sobre desafios globais e os impactos locais.

O Museu da Vida, no Rio de Janeiro, é o único representante brasileiro e realiza seu trabalho em conjunto com a Escola Secundária Paulo Samuel Kankhomba, na cidade de Lichinga, em Moçambique. No Brasil, o CEnaRios conta com a participação de bolsistas entre 16 e 19 anos, alunos do ensino médio de escolas públicas e moradores do entorno da Fiocruz.

Fonte: Museu da Vida/Fiocruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário