quarta-feira, 13 de junho de 2012

Começa a corrida para tentar um futuro melhor

Biodiversidade e clima, temas de muita discórdia internacional, continuam a ser obstáculos à negociação. Não há consenso sobre dois terços do texto de 200 parágrafos


As negociações diplomáticas que começam hoje no Riocentro — com a abertura oficial da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável ou, simplesmente, Rio+20 — têm o nobre objetivo de estabelecer metas para que os países continuem crescendo sem que os recursos naturais do planeta sejam completamente esgotados. Parece relativamente simples, mas não é. Dos cerca de 200 parágrafos do documento final, dois terços permanecem em aberto. A criação de uma Organização Mundial do Meio Ambiente e a definição de economia verde estão entre os principais pontos de desacordo.

Fonte: O Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário